O Causo do Boitatá





Por (Daniel Rocha)

Conta o senhor Isidro Alves do Nascimento de 86 anos, que antigamente não havia estradas ligando o povoado de Teixeira de Freitas às cidades de Alcobaça e Caravelas. “tudo era escoado pelo Rio Itanhém”.

Em uma dessas viagens durante a noite um casal ,como em todo causo não se sabe o nome, navegava com uma canoa feita de madeira, transportando mantimentos básicos como farinha de mandioca e produtos rurais diversos.


Como era de costume os viajantes tiveram de parar em um telheiro para se alimentar e beber um trago. Neste espaço de tempo, narra, uma bola de fogo saiu entre as matas e voou por cima do rio a uma boa distância deles “era o Boitatá.”

Depois de lutar contra o sobrenatural, o casal não suportou a agilidade e os poderes da sinistra bola de fogo e sucumbiu as chamas do Boitatá. Mesmo queimados o casal sobreviveu para contar a história.

De acordo o contador de causos Isidro Alves estes fatos aconteceram nos anos de antigamente  na antiga delimitações dos municípios de Alcobaça e Caravelas ,onde a cidade de Teixeira de Freitas nasceu.  Lugar que o Boitatá  jamais deve sair.

*O  senhor Isidro A do Nascimento, lembra que nas décadas de 1950 e 1960, existiam pontos de apoio em trechos do rio para o descanso chamados de telheiro.


Daniel Rocha

Historiador, Bacharel em Serviço Social, Pós-Graduado em Educação à Distância (EAD), Cinéfilo e blogueiro criador do blog Tirabanha em 2010.


veja também


Teixeira de Freitas, causos e lendas.








Nenhum comentário:

Pesquisar este blog

Click e Veja